segunda-feira, 18 de março de 2013

Zé Maria

José Maria de Carvalho Sales, paraense de Belém, nascido a 3 de dezembro de 1931, foi um dos maiores médios que defenderam o Sport em toda a sua história.

Zé Maria em 1953
Zé Maria foi trazido do futebol do Pará em 1952, mais especificamente da Tuna Luso. Uma contratação de peso na época, pois, apesar da tenra idade, já apresentava excelência dentro das quatro linhas.

Em seu ano inicial no Leão, teve como destaque a participação na vitória sobre o Sporting de Portugal, num amistoso realizado na Ilha do Retiro.

Em 1953, conquistou seu primeiro título pernambucano, ao lado do argentino Juan Cely, Bria, Ilo Caldas e outros companheiros. Curiosamente, o Sport foi campeão mandando seus jogos nos Aflitos, pois a Ilha estava sob reforma.

No ano do Cinquentenário, "Zé do Norte" esteve no clube, mas não disputou partidas do estadual.

Zé Maria em 1958
Voltou a ser campeão pernambucano em 1956, com a ajuda de Osvaldo Baliza, Bria, Mirim e a famosa linha de ataque Traçaia, Naninho, Gringo, Soca e Geo.

Em 1957, marcou presença na Excursão à Europa e ao Oriente Médio. Fez até um gol, contra o Angers, na França. Evento raro para um médio, que essencialmente tinha que cumprir funções defensivas.

Foi campeão pernambucano pela terceira vez em 1958, alinhando com o uruguaio Walter Morel, Manga, Bria, Mirim, PacotiTraçaia e cia.

No ano seguinte, contribuiu com a boa participação rubro-negra na Taça Brasil, terminando na 5a colocação. A primeira campanha relevante do Sport em uma competição nacional oficial.

Zé Maria na Cacareco
Com a Seleção Pernambucana, foi vice-campeão brasileiro de 1959, como uma das principais peças da Cacareco. Zé Maria já tinha servido ao escrete pernambucano nos anos de 1953, 1954 e 1955. Fechou seu ciclo com chave de ouro, pois aquele foi o melhor desempenho da equipe em todos os tempos.  

Também em 59, a Seleção Pernambucana representou a Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano (atual Copa América). Zé Maria foi convocado pelo saudoso Gentil Cardoso e disputou três partidas com a Canarinho.  

Em 1960, disputou sua última temporada com a camisa do Sport, encerrando assim o período de 9 anos que dedicou às cores rubro-negras.


Apesar de jogar na posição de médio, Zé Maria conseguiu marcar 15 gols pelo Leão. Vejamos alguns dados sobre estes tentos:

  • Amistosos e torneios amistosos locais e regionais: 6 gols;
  • Taça Brasil: 1 gol;
    •    1959 - 1 gol;
  • Excursão à Europa e ao Oriente Médio: 1 gol;
  • Campeonato Pernambucano: 7 gols;
    •    1954 - 2 gols;
    •    1957 - 2 gols;
    •    1959 - 1 gols;
    •    1960 - 2 gols.


Gols de Zé Maria sobre times grandes e médios do Brasil:

Bahia - 1 gol.

*Todos os dados foram coletados da obra de Carlos Celso Cordeiro.

Um comentário:

  1. Gostaria de saber se a posição de Zé Maria correspondia a de volante ou quarto zagueiro (centro-médio)?

    ResponderExcluir